Como é ter uma crise de ansiedade • We Love

Como é ter uma crise de ansiedade

sessão de fotos mostra o que é sofrer de ansiedade | divulgação

Não. Se você chegou até esse texto por meio do Google, a resposta para a sua pergunta é não, você não tem ansiedade. Eu sei, eu também achava que tinha “crises ansiedade”. Até o dia em que tive uma… crise de labirintite. Na enfermaria do hospital, sem conseguir abrir os olhos, ouvi que uma “crise de ansiedade” chegou ao local. Internamente eu ri. “Nas minhas crises, mal consigo sair da cama, que dirá ir a um hospital”, pensei.

Foi então que a vida, essa senhora que adora nos distribuir tapas, me lembrou que eu não sou parâmetro para nada. A paciente era bipolar. O pai estava no hospital com um AVC e a mãe havia falecido há pouco tempo. Ela estava tentando agredir a filha e estava sem o medicamento, Lithium, há 3 dias porque as farmácias de alto custo da cidade em que mora, Carapicuíba, não tinham para distribuição. E você aí, reclamando da vida.

Se o governo não oferece nem coisas básicas como moradia, segurança e saúde, como não vamos ser ansiosos?

O brasileiro é o povo mais ansioso do mundo. Em contrapartida, Noruega, Dinamarca e Islândia são os países mais felizes do mundo de acordo com o World’s Happiness Report. Esses não são os países em que menos livros de autoajuda são vendidos ou que menos terapeutas e psicólogos são consultados. Pelo contrário: a felicidade está ligada a liberdade para agir, estabilidade política e confiança em um governo não-corruptível. Consegue perceber o que acontece de diferente nesse contexto?

Levei alguns dias para digerir tudo o que aconteceu naquela emergência. Precisamos parar de glorificar as doenças mentais. Precisamos, sim, falar cada vez mais sobre elas e desvelar essa visão de que só acontece com o vizinho. Precisamos, sim, perder a ideia que depressão e doenças mentais só são sofridas por “gente rica”. Você já leu os posts da médica Júlia Rocha no Facebook? Mas precisamos, também, de um governo que nos dê o mínimo para alcançar a felicidade. E não, você não tem ansiedade. Afinal de contas, como descreve Jiddu Krishnamurti, não é sinal de saúde estar bem adaptado a uma sociedade doente.

LEIA TAMBÉM: O DIA EM QUE ACEITEI QUE TENHO DEPRESSÃO

Ana Sasso

Ana Sasso

Editora do We Love. Pensa alto, fala sozinha e rabisca em papéis pelo caminho. Quando não está escrevendo, está pensando no que vai escrever. É jornalista, mas vive entre contar e inventar histórias aqui.
Ana Sasso

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *