Ela e o girassol • We Love

Ela e o girassol

Um girassol

Seriam os girassóis um sinal divino? Seriam uma mensagem boa ou ruim? Acreditava que toda vez que enxergava girassóis estava recebendo um chamado, um encanto ou uma mensagem de outros planos. Outros planos? Sim, outros campos de consciência. Algo meio sobrenatural, entende?

Não? Nem ela de verdade entendia. Mas era isso que sentia. Era, através das pequenas flores, que ganhava coragem para tomar decisões. Para ir em frente. Ou parar se assim fosse a vontade de Deus.

Não entrou no carro que iria logo sofrer um acidente. Casou com o homem que lhe presenteou com a flor. Foi uma vez visitar uma plantação. E lá estavam eles, em fim de estação. Secos. Perdeu seu pai. Dor irreparável.

A senha de seu computador. A roupa. O banho de pétalas amarelas. Tudo em sua vida era rodeado pelas flores. Na última viagem, fez questão de visitar o quadro de seu pintor favorito, com elas – claro.

Dizem que o girassol é a flor da felicidade. E , por isso, mantinha em casa sempre um vasinho. Pra garantir bons agouros. Fez uma tatuagem com a flor bem na nuca, pequena, discreta, importante. Marcaria pra sempre sua paixão por algo na pele. E aquilo lembraria a saudade do seu pai, a alegria de viver, a sorte de ter uma vida boa, as coisas que importavam.

Ser uma pessoa sensível e sensitiva como ela, não era fácil. Nada fácil. Teria que interpretar mensagens o tempo todo. Viveria a incerteza das coisas. E iria estar sempre a mercê do sol.

Sabrina Guzzon

Sabrina Guzzon

Publicitária. Desenha e escreve por hobbie. Ama também cozinhar. É mãe da Maria Flor, do Antonio e esposa do Fernando. Faz regime constantemente e nunca dá muito certo. Deve ser porque odeia academia. Acha que é ruim em tudo, mas mesmo assim se arrisca.
Sabrina Guzzon

Últimos posts por Sabrina Guzzon (exibir todos)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *