Eu não te entendo, mas te amo • We Love

Eu não te entendo, mas te amo

EU NÃO TE ENTENDO, MAS TE AMO

Sim, eu amo. Amo cada pedaço desse ser repleto de interrogações por todos os lados. Essa pessoa que é um labirinto que eu ainda não consegui achar a saída. Um Sudoku gigante que eu nem sei por onde começar.

Mas eu te amo assim mesmo, com todas as imperfeições, palavras que não diz e gestos contraditórios. Mesmo não entendendo muitas vezes, mesmo passando batido, mesmo bêbado ou cego no tiroteio, eu escolho te amar. Pois, apesar desse apagão gigante que é você, você me faz feliz.

Amar é uma coisa incondicional, por isso te dou o direito de ser assim. Não estou pedindo para que você mude, não quero isso. Se você fosse alguém diferente, sabe lá como você seria. Continue sendo você mesma. Seja essa pessoa que eu tento decifrar e me devore se eu não conseguir.

Continue me amando do seu jeito, me fazendo feliz de um modo que não achava que seria de novo. Faça de mim um experimento, me experimente. Me ame, mas não me deixe. Deixe que eu seja eu e seja você mesma sempre. Pois, talvez, tenha sido esse jeito encoberto por cortinas que me fez gamar assim.

Deite no meu peito e levante sem cerimônias. Saia sem dizer pra onde vai, mas volte. Fale tudo o que quiser e me deixe falando sozinho. Ria. Ria alto. Sua gargalhada é muito mais engraçada que as piadas bobas do Seinfeld. Me abrace no meio da noite, mesmo quando estiver quente. Faça barulho ao acordar, mas não me deixe dormir sem ouvir seu boa noite.

Seja você. Deixe que eu seja eu. Sejamos nós. Sejamos felizes.

Robson Santos

Robson Santos

Publicitário, poeta de boteco, odeia sushi, ama filmes de máfia, tem TOC's, vive por música e não sabe a razão de escrever em terceira pessoa. Descarrega suas emoções no letraslorotaseleriados.tumblr.com
Robson Santos

Últimos posts por Robson Santos (exibir todos)

Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *