Handmaid's Tale inspirou um protesto na Argentina contra a criminalização do aborto • We Love

Handmaid’s Tale inspirou um protesto na Argentina contra a criminalização do aborto

Imagem: Eitan Abramovich/AFP/Getty Images

Ontem, dia 25 de julho, o Congresso da Nação Argentina, órgão legislativo do governo, foi palco de uma cena forte e emocionante. Diversas mulheres se reuniram vestidas como as personagens de The Handmaid’s Tale (O Conto da Aia, no Brasil) para protestar a favor da descriminalização do aborto. Elas usaram as capas vermelhas e chapéus brancos que servem de figurino para as aias do seriado e marcharam em silêncio de cabeça baixa.

A série de Margaret Atwood, exibida na plataforma Hulu, fala sobre uma sociedade distópica, onde as taxas de fertilização são baixíssimas devido a poluição e doenças sexualmente transmissíveis. Com um governo totalitário, as mulheres têm direitos restritos e são proibidas até de ler. As poucas mulheres fecundas são recrutadas para servirem as casas da elite governante, onde devem se submeter aos seus mestres para engravidar e ter filhos para os homens e suas respectivas esposas.

O paralelo com a série é poderoso e é uma mensagem clara para o Senado: estas mulheres estão clamando seu direito de decisão sobre seus corpos. É a máxima usada por feministas, “Meu corpo, minhas regras”.

A Argentina votará pela descriminalização ou não da interrupção da gravidez em 8 de agosto no Senado.

Confira fotos da intervenção:

Maria Juliasz

Maria Juliasz

Estudante de jornalismo e, atualmente, estagiária da Malagueta, é apaixonada por viagens, fotografia e pular de lugares altos (alô, bungee jump). Quer ser jornalista de guerra um dia e aguarda ansiosamente a volta do Bob Marley.
Maria Juliasz

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *