Clube Anônimo dos Adoradores de Listas

escrevendo | pexels

Sou apaixonada por listas. Qualquer uma me satisfaz. Adoro usar minhas canetas coloridas (outra coisa pela qual sou apaixonada) e escrever o que preciso comprar – desde alimento até saco de terra para vaso de flor.

O fato de escrever já me distrai e fazer lista é uma distração dupla. Cada palavra escrita é um leque de alternativas para aquele item. Quando ainda não tinha todo esse acesso à Internet, eu fazia listas dos livros que tinha, do que eu já havia lido e daqueles que eu sonhava ter. Hoje, tudo isso fica no Skoob.

Ainda no tempo em que a Internet funcionava com sinal de fumaça, eu fazia listas das músicas que queria gravar nas minhas fitas cassete… Fui crescendo e as listas foram mudando:

Os meninos bonitos;

Quem eu beijaria;

O dono do melhor beijo;

Quem seria convidado para a minha festa de quinze anos;

As cores do esmalte para cada semana do mês;

Lugares para viajar;

O quanto minha cintura estava engordando;

O quanto eu cresci em certo período…

E por aí vai, foi e continua indo.

Fazer lista me tranquiliza! A mais recente foi das pessoas famosas que eu já vi (provavelmente esqueci de alguém). Com certeza, dessa lista sairá outra (por categoria) e depois outra (para qual foi de propósito e qual foi ao acaso). Quem eu vi de perto e tirei foto, quem eu vi de longe ou muito longe.

Se deixar, eu poderia começar, aqui e agora, a fazer listas de listas que eu deveria fazer, mas o espaço seria curto.

Minhas músicas são separadas por listas, mas isso já é assunto para o texto em que falarei da minha estranha mania de colocar tudo em ordem (até a prateleira do mercado!).

Natalia Moreno

Natalia Moreno

Natalia Moreno é apaixonada por literatura, animais, músicas... Formada em Letras, pós graduada em Literatura Inglesa é autora dos romances Quando eu me amar e Marcas da Vida. Tem o defeito de querer colocar tudo em ordem, desde um quadro torto até o mundo e se desespera por este último estar fora do seu alcance.
Natalia Moreno

Últimos posts por Natalia Moreno (exibir todos)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *