Não precisamos de mais rótulos, mas aprender a respeitar • We Love

Não precisamos de mais rótulos, mas aprender a respeitar

stop-shield-traffic-sign-road-sign-39080-1

Fico feliz demais ao saber que jovens estão lutando por igualdade de direitos, para serem aceitos, respeitados e amados como são. Por jovens mudando as carreiras e fazendo do mercado de trabalho algo novo e diversificado. Feliz por jovens estarem mais dentro das universidades, em cargos de chefia com a idade de estagiário. Muito feliz mesmo com toda essa mudança.

Mas, infelizmente, o futuro da nação está nas mãos de uma geração de preguiçosos que digitam em seus celulares recheados de tecnologia e internet rápida da qual nem sabem o valor. De uma geração que tem ensino superior pago pelos pais mas que não respeitam os mais velhos.

O ódio, em todas as suas formas, a falta de inteligência política e a total preguiça de tentar entender os assuntos que estão em voga, fizeram dessa geração um poço de instabilidade emocional, irritabilidade e intolerância.

A não aceitação do outro, a diminuição da mulher, o ódio pela cor ou crença. Parecem coisas do século XV, mas não, isso é 2017. Não que em outros tempos não existisse todo esse ódio e desconhecimento, mas, hoje, estamos no meio de um turbilhão de informações que é só apertar um botão para que elas brotem aos borbotões. Mas isso não importa. O que importa de verdade é a opinião de algum youtuber tirada de não sei de onde.

Uma geração que não aceita ser contrariada, mas quer a volta da ditadura militar. Uns guris que nem podem votar e já apoiam um candidato polêmico como se a vida tivesse o “jogar de novo” do seu PS4. Uma galera que é miscigenada até a alma, mas tem todos os tipos de preconceito. E o terror só cresce com a chegada das eleições.

Ouve-se falar em geração X, Y, millennials, Coca-Cola, Nutella e o muito mais. Porém, essa geração não precisa de mais rótulos, ela precisa aprender a respeitar, amar e ser amado. Precisa deixar de ser bicho selvagem e voltar a ser gente.

Cresci ouvindo que o Brasil era o país do futuro. Mas se o futuro for esse, voltamos de volta ao passado. E agora, amigo, nem o Doutor Emmett Brown pode nos salvar.

essa geração não precisa de mais rótulos, ela precisa aprender a respeitar, amar e ser amado.

Robson Santos

Robson Santos

Publicitário, poeta de boteco, odeia sushi, ama filmes de máfia, tem TOC's, vive por música e não sabe a razão de escrever em terceira pessoa. Descarrega suas emoções no letraslorotaseleriados.tumblr.com
Robson Santos

Últimos posts por Robson Santos (exibir todos)

Comments

  1. vc não é de Tocantins, mas merece Palmas (eu tinha que ser infame srsrsrsrsrs)
    Disse tudo rapaz…sem mais!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *