No reino do Beleléu • We Love

No reino do Beleléu

No reino do Beleléu

— Menina, vá arrumar seu quarto!
— Já vou, manheeeê!
— Um dia você vai se perder lá, hein?!
— Que coisa, mãe. Eu já vou!
— Eu conheço esse seu “já vou”, é nunca!

E assim era todo dia na casa da Liah, sua mãe mandando arrumar o quarto e ela dizendo que já ia. E cada dia que se passava, a bagunça acumulava: roupas para guardar misturada com roupas sujas, sapatos espalhados e tinha até meia enroscada no lustre, mas ela não ligava, aquele era seu canto, seu refúgio. Gostava do seu quarto assim.

A mãe de Liah trabalhava à noite, e Liah estudava à tarde, então praticamente só se viam no fim de semana e, aquele fim de semana, a mãe dela havia preparado uma surpresa: iriam ao show da Madonna. Liah gosta tanto desta cantora que até tinha um pôster enorme dela perdido em algum canto do quarto.

Na sexta, foi folga da mãe de Liah. Ela queria aproveitar este dia para comprar uma roupa bacana para o show, até estava de acordo em deixar a filha faltar da escola. Por volta das 10 da manhã, foi acordar Liah para passarem o dia juntas, mas teve uma surpresa. Ela não estava em lugar algum. Havia tanta bagunça no quarto que ela não encontrava nem a cama da filha, resolveu ligar no celular dela, mas nada… Ligou para as amigas, para os parentes.

No começo da noite, foi até a delegacia e os policiais disseram que fariam o possível para encontrar ela. Passou quase uma semana e nada de notícias de Liah. Sua mãe já estava num desespero, com nervos à flor da pele. E num flash ela se recordou da sua infância quando seu pai dizia que tudo o que perdemos na verdade não perdemos está no reino perdido do Beleléu. Era isso: Liah estava lá, mas como chegar neste reino?

“Oras, deixando a casa uma bagunça”. E foi isso que a Senhora mãe de Liah fez e, depois de uma semana, ela se encontrava num lugar estranho cheio de coisas. De repente, ela avista Liah tão pequena e tão feliz com um… “Opa!”. Aquele não era seu brinquedo preferido que perdeu não se sabe onde enquanto passava as férias na casa da sua avó?

Liah havia encontrado ele. “Meu Deus”, como ela havia procurado… Correu para sua filha e, num abraço tão amável, decidiu que viveriam ali com todas as lembranças da infância delas.

Natalia Moreno

Natalia Moreno

Natalia Moreno é apaixonada por literatura, animais, músicas... Formada em Letras, pós graduada em Literatura Inglesa é autora dos romances Quando eu me amar e Marcas da Vida. Tem o defeito de querer colocar tudo em ordem, desde um quadro torto até o mundo e se desespera por este último estar fora do seu alcance.
Natalia Moreno

Últimos posts por Natalia Moreno (exibir todos)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *