O que não nos ensinam • We Love

O que não nos ensinam

O que não nos ensinaram | Créditos: Pixabay

O modelo tradicional de ensino nas escolas, bem como o modelo de trabalho, estão mais do que obsoletos e não suprem, nem de longe, nossas necessidades atuais.
O que mais impressiona é a completa falta de preparo que possuímos para lidar com situações cotidianas, muitas vezes subestimadas, mas que definem quem somos e como o mundo nos vê.

Quantos jovens sofrem de ansiedade e seus sobrepesos denunciam o que eles e suas famílias não são capazes de notar?
Quantas mulheres entram em depressão por sucumbirem entre a linha tênue da maternidade e do matrimônio, deixando pra trás sua principal essência individual?
Quantas vezes nos perguntamos o que queremos ser, ter, fazer?

Ninguém nos ensina o primordial nem nos diz o que fazer para sermos ouvidos e ouvirmos a nós mesmos e para utilizarmos nossos medos a nosso favor.
Há pouco, conversava com um amigo sobre sexismo no mercado de trabalho. O preconceito existe de diversas formas sem sombras de dúvidas, porém qual tem sido sua postura em relação ao comportamento abusivo que o outro pode estar impondo a você?

Relacionamentos amorosos abusivos também não são incomuns e, para não perder o grande canalha, amor da sua vida, você troca aquela blusa decotada, desiste de ir ao show somente com amigos e pede desculpas quando nem errada estava.

Sob essa política da culpa, tudo torna-se pesado e muito mais complexo do que realmente deveria ser.

O emprego não está bom? Peça demissão, tente outra coisa.

Namorado é um mala? Manda ele viajar. Opções de caras bacanas é o que não faltam.

Aconteça o que acontecer, não deixe sua identidade de lado. Principalmente do lado de dentro de você.

Flavia Francis

Flavia Francis

Publicitária, taurina, pescadora com ascendente em escorpião. Quando some, tá na praia, com seus anzóis ao mar curtindo a brisa e a solidão. Tem uma queda por descobertas e um desabamento por rimas e emoção.
Flavia Francis

Últimos posts por Flavia Francis (exibir todos)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *