O que vai ficar na fotografia são os laços invisíveis que havia – We Love

O que vai ficar na fotografia são os laços invisíveis que havia

O que vai ficar na fotografia são os laços invisíveis que havia

Tirar um tempo para ver fotos antigas, desenterrar aquelas dos últimos álbuns ocultos no Facebook ou dar uma passada nas marcações de amigos de seis anos atrás. Se você não tem esse hábito ou nunca fez isso, experimente agora mesmo. Além da saudade e boas recordações que isso pode gerar, você com certeza vai se achar mais bonito agora, então, fazer isso pode ser mais prazeroso do que se imagina.

Vez ou outra, eu costumo fazer isso. Olhar fotos antigas faz a gente se aproximar de quem está distante, reacende o carinho perdido ou esquecido que tínhamos por alguém ou por alguma coisa. Realmente, faz a gente se lembrar do que nos fez ser quem somos hoje e – claro – de quem ainda queremos ser.

O mais incrível é ver como amadurecemos e mudamos com o tempo. Fotos que a gente julgava como feias ou polêmicas demais, depois de um tempo, podem ser vistas de maneira completamente diferente.

As que mais gosto são aquelas de galera, muita gente reunida, cada um com sua cara e pose. Isso com certeza, vale mais que mil palavras.

Por isso, não ignore o registro dos bons momentos, sejam eles os mais bobos ou que apenas façam sentido para você. Algumas imagens podem nos transportar imediatamente para o passado, o local e a situação vivida naquele momento. Com a facilidade que temos pra fotografar as coisas hoje em dia, descartar fotos também é tão automático quanto, então pense bem antes de deletar seus registros.

Assim como cantou Leoni, o  que vai ficar na fotografia. São os laços invisíveis que havia. As cores, figuras, motivos. O sol passando sobre os amigos. Histórias, bebidas, sorrisos. E afeto em frente ao mar…

Follow me

Mayra Sá

Jornalista, lá de Minas Gerais. Mente adulta numa alma de criança, por isso não pensa muito antes de falar e fala exatamente o que pensa. Ama fazer piada, principalmente sobre si mesma.
Mayra Sá
Follow me

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (1) in /home/welove/www/wp-includes/functions.php on line 4339

Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (1) in /home/welove/www/wp-includes/functions.php on line 4339