Priscilla Avila da Bahia para Hollywood • We Love

Priscilla Avila da Bahia para Hollywood

Captura de Tela 2018-09-10 às 17.30.05

Foi no Teatro de Experiência Grapiuna em Itabuna que há 20 anos Priscilla começava a dar início ao que parecia apenas ser um jeito de perder a timidez. Mas mesmo com 12 anos, ela encarou com responsabilidade a função de atriz e participava ativamente do TEG comandado por Marquinhos Nô. Anos depois fez parte do Núcleo de Teatro da Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC) em Ilhéus e se apresentou em diversas peças pela região antes mesmo de terminar o colégio. Por muito tempo a falta de investimento em Cultura a fez tomar outros rumos, mas em cada oportunidade que aparecia pelo seu caminho, ela fazia um curso de atuação ou alguma peça ou vídeo.

“Eu sabia da impossibilidade de sobreviver como atriz na região e por possuir experiência e formação suplementar que me garantiriam o DRT de Atriz aos 16 anos, resolvi cursar graduação de Línguas Estrangeiras e poder a partir disso conseguir ter oportunidades de cinema fora do Brasil. Nunca cogitei morar no Rio de Janeiro por sempre ter muito medo da violência, então a única alternativa, em minha cabeça, era ir embora do Brasil. Através dessa graduação tive a oportunidade de viajar muito e sempre me envolvi com o cenário artístico. Participei de um grupo de teatro na Argentina. Fiz curso de atuação para o cinema e participei de algumas produções em Paris. Só que ao sair da faculdade sabia que teria que conseguir um visto para morar fora ou me mudar para o Rio ou São Paulo. Resolvi tentar São Paulo por me apaixonar por alguns filmes que estavam sendo produzidos recentemente. Como também não aguento ficar sem estudar, resolvi fazer Pós em Cinema para poder entender melhor como tudo é realmente realizado. Fiquei mais de cinco anos em São Paulo e me acostumei com a vida “quase europeia” que consegui ter lá. Conheci muita gente e participei de algumas produções importantes”.

Priscilla ano passado interpretou ‘Stefani’ na série da Universal Chanel Brasil “171 Negocio de Família” e esse ano antes de viajar também fez uma participação na próxima série de Sérgio Machado e Walter Salles “Irmãos Freitas” sobre a vida do lutador Popó. Porém desde que embarcou para os Estados Unidos as oportunidades estão aparecendo ainda mais.

“Eu nunca acreditei no modelo de financiamento do cinema Brasileiro e quando ganhei em 2014 uma bolsa para um curso de cinema em parceria com a minha Universidade, fui para os Estados Unidos e acabei experimentando as tantas possibilidades e alternativas que o mercado audiovisual poderia ter. Ano passado resolvi ir para Los Angeles mais uma vez e fiz muitas amizades e acabei ficando com aquela sensação que teria que voltar. Esse ano, frustrada mais ainda com os rumos políticos e econômicos do Brasil, resolvi comprar minha passagem e visitar mais uma vez Los Angeles que sempre me acolhera bem, só que agora eu não pretendo mais voltar. Na verdade, o Instagram impulsionou tudo. Tenho muitos seguidores estrangeiros, pois posto muitas poesias e músicas que crio em Inglês e desde que a Victoria Secrets curtiu uma foto minha em 2014 por causa de uma hashtag de cabelo meu instagram começou a bombar de estrangeiros. Então crio conteúdo internacional sempre e quando voltei agora para Los Angeles, a minha localização e, claro, as hashtags fizeram com que diversas pessoas me contatassem para participar de algumas produções. Muitos Fotógrafos (apesar de não me considerar modelo) e também diretores e produtoras. Agora estou filmando com uma diretora brasileira de Curitiba Paola Zadra um filme sobre vício de antidepressivos e ela me achou no Instagram já que buscou uma atriz brasileira em Hollywood.

Priscilla agora entrou com o processo de obtenção do visto de Talento pois já surgiram convites para uma próxima série para Netflix. “ Ainda não posso falar sobre o convite, mas tudo aconteceu por causa de um Uber Pool em Beverly Hills. Aqui em Los Angeles é assim, é só estar preparado que você vira a esquina e esbarra com algum produtor, ator, escritor, diretor… toda a produção mundial de cinema tem uma pegada no chão dessa cidade. Agora estou correndo com os procedimentos legais que são um pouco burocráticos e muito caros, mas valem muito a pena. ”

Coletivo WeLove

Coletivo WeLove

O Coletivo WeLove foi fundado para ser um espaço livre para a exposição de ideias e troca de inspiração entre pessoas interessantes e interessadas. Acreditamos que falta conversa boa, ouvir além de falar e assinar embaixo quando escrevemos – ou dizemos – algo.
Coletivo WeLove

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *