Quando o corpo fala • We Love

Quando o corpo fala

vergonha a gente deveria ter de não tentar ser feliz | pixabay

Percebo no brilhar das retinas que congelam diante de mim, mesmo quando o corpo segue a direção antes programada. É aquele momento em que o pescoço entorta sem se dar conta e, num mesmo segundo, a consciência é retomada e o olhar desviado.
Ainda não sabe o porquê.
Na verdade, nem se dá conta do que acontece.
O fato é que nosso corpo fala antes da cabeça racionalizar… E, quando os ombros se curvam e as sobrancelhas se aproximam, o sorriso forçado sai do rosto.
Chego a achar engraçado tamanha inocência que temos diante de nossas próprias ações.
Falamos o que não demonstramos;
Pregamos o que não praticamos;
Sorrimos ardendo de raiva;
Choramos tentando convencer.
E tudo segue. Sem espontaneidade, sem coração aberto, sem sorriso fácil.
Quanta vida rasteira acostumada com os costumes.
Mesmo sendo curta para ser pequena,
ainda fazemos pouco de você.

Dianna Macedo

Dianna Macedo

31, carioca. Amante do açúcar e da escrita. Pedala, bebe muito mate, adora divagar sobre a vida.
Dianna Macedo

Últimos posts por Dianna Macedo (exibir todos)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *