A verdade sobre como é usar Roacutan • We Love

A verdade sobre como é usar Roacutan

Relatos de um adolescente que se aventurou no Roacutan

A história toda começou lá pelos 14 anos. Eu tinha acabado de me formar no fundamental e seguia feliz com a pele lisinha e um diploma que carregava como troféu na mão. Até então, o mundo era lindo, cor-de-rosa e a vida era o looping eterno de algum clipe da Katy Perry.

Resultado de imagem para california gurls gif

Eu, no auge da juventude

Eis que veio a puberdade e quem já passou pelo processo sabe: é bizarro. Um dia, acordei com um ‘meio’ bigode – que cultivo com carinho até hoje -, no outro, três ou quatro pelos na perna; e, no seguinte, uma voz que alternava entre um tom Mr Catra/Anderson Silva. Até aí, segui a filosofia do ‘aceita que dói menos’. Mas, a puberdade, meus amores, essa bixa é destruidora.

Resultado de imagem para bixa a senhora é destruidora

Chega na puberdade e fala assim ó

Não tardou até que uma erupção cutânea desequilibrasse o layout tão bem elaborado do meu rosto (leonino mode: on). A parada alastrou tipo gripe aviária e, quando me dei conta, eu já era a versão humana do bombom Chokito (drama mexicano mode: on).

Só pra constar: eu ODEIO CHOKITO

Como todo adolescente que se preze, apelei pros métodos ortodoxos: sabonete Asepxia (só mais uma mentira que a publicidade conta), esfoliação facial, esfoliação facial caseira, esfoliação facial caseira com açúcar, ácido retinóico, ácido azelaico, ácido salicílico. Já cogitava ácido sulfúrico – porque já que era pra ter uma pele feia, melhor não ter pele alguma – quando as blogueirinhas começaram com a moda do Roacutan.

Agendei o dermato na hora, imprimi a foto do medicamento e mentalizei o famoso É HOJE QUE VOU LHE USAR. Em três segundos de consulta, doutor Nobu, um velho de uns 70 anos, cortou o barato, olhou na minha cara e disse que eu claramente não tinha condições psicológicas pra esse tipo de tratamento.

Levei três anos pra mostrar que meu estado mental era ótimo (só por fora, obviamente), até que o convenci. Comecei tomando duas cápsulas de 40mg ao dia e, lendo a seção sem fim de efeitos colaterais, tive a certeza de que iria entrar pras estatísticas dos casos raríssimos de sangramento abdominal – o que tava mais que bem, desde que melhorasse a minha pele.

Resultado de imagem para thumbs up gif

Eu dizendo sim ao sangramento abdominal

Bastaram três dias de tratamento pra que uma crosta de pele ressecada se formasse sobre a região da boca. O couro cabeludo começou a descamar e rolou uma evolução bizarra de micose em um dos pés – sim, surgimento de fungo também é um dos efeitos colaterais. A pior parte: coçava. Durante o primeiro mês eram a cabeça e o rosto. Depois foram os braços e as pernas. E, quando eu coçava, descamava. Quase uma troca de pele. A vantagem do Roacutan: você assume a cobra que você realmente é.

Resultado de imagem para taylor swift

Gente, nem sei como essa foto parou aqui

Ainda no primeiro mês, meus olhos começaram a ressecar. Decidi cancelar a lente de contato, ignorando completamente os três graus de miopia. Numa dessas, entrei no carro errado e só descobri depois de colocar o cinto e anunciar em bom tom um “dá logo a partida, mãe”, enquanto um moço aleatório sem camisa me olhava assustado no banco do motorista. Descancelei a lente de contato.

Os efeitos colaterais quase me venceram, mas resisti. Mesmo descamada, sentia a minha pele maravilhosa. A coceira diminuiu gradativamente e os meses seguintes passaram mais rápido do que eu poderia imaginar.

No fim do processo, a pele já era toda natural e bonita pra caramba.

Imagem relacionada

Então só pra recapitular: puberdade é uma bosta, Asepxia é uma farsa e Roacutan funciona maravilhosamente bem. No mais, provem a saúde mental prx dermatologista de vocês e relaxem, vai ficar tudo bem. Sempre fica, né?!

Igor Amâncio

Igor Amâncio

Produtor de conteúdo no We Love. Quase jornalista, amante da música, arranha um violão como ninguém. Um dia decidiu deixar de lado o video game e resolveu jogar com as palavras.
Igor Amâncio

Últimos posts por Igor Amâncio (exibir todos)

Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *