Sobre o mundo em que vivemos • We Love

Sobre o mundo em que vivemos

Sobre o mundo em que vivemos

Cansamos de ler sobre o mundo insano em que vivemos, cansamos de ver o mundo maluco em que vivemos, cansamos de viver neste mundo doido. E é nessa loucura que vamos existindo, insistindo, refletindo, seguindo. No vai e vem da rotina, perdemos alguém, encontramos outro.

Parafraseando Nando Reis, pode-se dizer que o mundo está ao contrário e o que me assusta é saber que algumas pessoas não repararam. Vivemos numa sociedade de plástico, com pessoas buscando uma perfeição chata. Perdemos a simplicidade de um sorriso sincero, a simplicidade de um simples “obrigada”.

Acontece que não é bem o mundo que anda maluco beleza, somos nós. E o pior é que não somos o maluco beleza do Raul, somos um povo perdendo a essência de viver o bem. Queremos o luxo, a roupa da moda, o corpo da moda, o cabelo da moda e deixamos essa palavrinha ter mais valor do que deveria.

Fala-se tanto em inversão de valores ao vermos um cachorro de roupa/sapato e uma criança pedindo dinheiro no semáforo, porém o que fazemos pela criança? Colocamos a culpa num sistema político falido e, tudo bem, já fizemos nossa parte.

Eu me emociono com vídeos/fotos de cachorros perdidos/machucados, me emociono com vídeos/fotos de crianças não vivendo sua infância, me emociono com vídeos/fotos de idosos sendo tratados como um saco de batata podre e me desespero quando percebo que, sozinha, eu não posso mudar o mundo.

Pensou que louco se cada um fizesse um pouquinho? Eu não estaria sozinha e nem você! Seríamos mais forte e alcançaríamos um número bem maior de gestos do bem.

E é isso que falta: gestos do bem. Um simples sorriso, uma mão estendida, uma singela flor, um poema, uma música e uma vontade de fazer a diferença.

Louco será quando pudermos viver numa metamorfose ambulante, sermos malucos beleza, respeitar o quadrado do outro e vivermos num mundo redondo, sem diferenças, sem lado. Um mundo arco-íris!

Natalia Moreno

Natalia Moreno

Natalia Moreno é apaixonada por literatura, animais, músicas... Formada em Letras, pós graduada em Literatura Inglesa é autora dos romances Quando eu me amar e Marcas da Vida. Tem o defeito de querer colocar tudo em ordem, desde um quadro torto até o mundo e se desespera por este último estar fora do seu alcance.
Natalia Moreno

Últimos posts por Natalia Moreno (exibir todos)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *