Sobre reencontros • We Love

Sobre reencontros

REENCONTROS

Reencontros são sempre interessantes. É uma surpresa atrás da outra. Melhor ainda é quando acontece quando você menos espera com quem você menos espera. Eles podem acontecer na padaria, num açougue, na fila da casa lotérica ou até mesmo na casa de amigos que nem sabiam que tinham em comum.

Esse tipo de reencontro traz uma nostalgia tão grande que você quer conversar todos os assuntos que ficaram imersos tanto tempo no mar da saudade de uma só vez. E quando começam a relembrar as aventuras de outrora? Aí é que o tempo nunca é o bastante. As risadas, as lágrimas e as lembranças não se dão bem com os ponteiros do relógio.

Se o reencontro for com um grande amor do passado, a parada é ainda mais intensa. As mãos suam, a gente mede as palavras e os olhares que, antes eram totalmente desprendidos de vergonha, agora teimam em não procurar um ao outro. Os papos já não são mais os mesmos, agora a pessoa tem uma bagagem muito maior (casou, teve filhos, mudou de profissão, de cidade por um tempo e tantas outras coisas).

Nesses reencontros, as dúvidas afloram em perguntas como: “Será que estaríamos juntos até hoje?”, “Será que ela ainda pensa em mim com saudade?” ou até “Por qual razão a gente terminou mesmo?”.

Mas a melhor parte do reencontro é quando ele deixa outra coisa além da saudade e da nostalgia. Deixa a certeza de nunca mais querer que esses reencontros demorem tanto tempo para acontecer novamente.

Robson Santos

Robson Santos

Publicitário, poeta de boteco, odeia sushi, ama filmes de máfia, tem TOC's, vive por música e não sabe a razão de escrever em terceira pessoa. Descarrega suas emoções no letraslorotaseleriados.tumblr.com
Robson Santos

Últimos posts por Robson Santos (exibir todos)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *