Posted on

Em um anúncio feito em seu blog oficial, na sexta, 23, a companhia explica que vai empregar tecnologias de reconhecimento facial para tornar as corridas cada vez mais seguras. A partir de agora, os motoristas devem receber notificações de selfie periodicamente, com o objetivo de confirmar suas identidades.

Para garantir o funcionamento do processo, a empresa aderiu à Real-Time ID Check, tecnologia desenvolvida pela Microsoft que escaneia o rosto do indivíduo e analisa se os padrões batem com os arquivos cadastrais do Uber. Espera-se que, por meio da medida, o sistema seja cada vez mais difícil de ser fraudado.

real_time_id_check_frame_1080-1
Divulgação: Uber

Caso as fotos não correspondam, a conta do motorista é imediatamente bloqueada e deve passar por uma análise refinada dos profissionais da companhia. A ideia é que o sistema também proteja as contas, evitando que sejam hackeadas ou clonadas.

As outras medidas de proteção e segurança empregadas pela companhia incluem o uso do GPS dos smartphones para detectar se o carro está dirigindo acima da velocidade ou dando freadas bruscas, por exemplo. Se isso acontecer, uma notificação é enviada imediatamente para que o usuário confirme se está mesmo no carro correto.

Por ora, ambos os recursos estão sendo empregados em algumas cidades nos Estados Unidos, mas devem ser expandidos, aos poucos, para o resto do país.

Coletivo WeLove

O Coletivo WeLove foi fundado para ser um espaço livre para a exposição de ideias e troca de inspiração entre pessoas interessantes e interessadas. Acreditamos que falta conversa boa, ouvir além de falar e assinar embaixo quando escrevemos – ou dizemos – algo.
Coletivo WeLove

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *